17 novembro 2016

5 bandas para lhe mostrar que rock não é do mal


Muita gente acredita (ainda não entendo o porquê) que rock é um tipo de estilo musical do “mal” (para não dizer uma palavra pior). E neste exato momento eu venho por meio deste provar o contrário. Rock não se trata de coisas ruins (na verdade não posso generalizar, pois temos o Black metal que está ai na pista tem tempo). Mas o rock ele tem aquela letra que lhe faz sentir algo muito maior que só uma traição, ou desejo carnal da vida humana. Não é a toa que temos bandas consagradas como Legião Urbana, Capital Inicial, Metallica, U2, Detonautas, etc. E cantores como Cazuza, Cássia Eller, e por ai vai que deixaram uma história e algo a se pensar.

Só que esse post de hoje não é sobre essas bandas que todo mundo “conhece”, é ao contrário, é para falar daquelas bandas que poucos conhecem, e o melhor de tudo: bandas gospel. Segue o som!



Rosa de Saron faz “um rock de qualidade levando uma mensagem cristã de esperança, fé e amor para todos”, trecho do site oficial da banda. Conheci a banda tem pouco tempo, após ter escutado a música “Autor Desconhecido”, do álbum O Agora e o Eterno lançado em 2012. A banda de rock cristão é muito agraciada tanto no meio religioso como fora dele. Uma banda que possui letras bonitas (é aquele tipo de música que faz você mesmo se enxergar nela) e com arranjos muito bem elaborados. Criada em 1988 por Guilherme de Sá, Eduardo Faro, Rogério Feltrin e Grevão, completando assim 26 anos de estrada.



A Oficina G3 “segue a cartilha do autêntico rock’n’roll, com guitarra eletrizante, baixo pulsante, teclado vigoroso, bateria alucinante e um vocal firme e versátil.”, de acordo com a MK. A primeira música que escutei da banda é “Água Viva”, do álbum Histórias e Bicicletas lançado em 2013 pela gravadora MK. Uma banda de rock evangélica também muito agraciada tanto no meio religioso quanto fora dele. Formada em meados de 1988 a formação inicial conta com Juninho Afram, Duca Tambasco, Jean Carllos, Mauro Henrique (no vocal desde 2008) e Alexandre Aposan (bateria oficial desde 2013).



Skillet é uma banda de rock cristão vinda do Memphis, Tennesse. Do seu ano de formação para o atual, a banda tem expandido em muitos gêneros diferentes, incluindo metal alternativo, metal progressivo e metal sinfônico. A primeira música que escutei da banda foi “Monster”, do álbum Awake lançado no ano de 2009 (em 2016 esse lançaram seu 9° álbum “Unleashed”). Em defesa aqueles que dizem que os integrantes do Skillet não seguem princípios cristãos: "Posso ter piercing, brinco e parecer um emo como dizem, mas nunca deixei de ser cristão por dentro, isso não interfere em nada o importante é o que você tem por dentro, isso o torna um verdadeiro cristão ou não", disse John Cooper em entrevista à Artisan News. Formada em 1996 a banda conta com John Cooper, Korey Cooper, Jen Ledger e Seth Morrison.



Flyleaf é uma banda de cristã de metal alternativo dos Estados Unidos, formada em Belton no Texas, no ano de 2000. A primeira música que escutei da banda foi “All Around Me”, do álbum Flyleaf lançado em 2005. Em 2012 a banda informou que a vocalista Lacey Mosley (que estava na ativa desde a criação da banda) deixou seu posto e quem assumiria dali por diante Kristen May (ex-vocalista da banda Vedera). Os integrantes agora são Kristen May, Sameer Bhattacharya, Jared Hartmann, Pat Seals e James Culpepper.



E para finalizar temos a banda cristã Fireflight formada na cidade de Eustis, na Flórida no ano de 1999. "Nós escrevemos a partir de nossas experiências pessoais além das que amigos, família e fãs têm compartilhado conosco.", diz Dawn Michele em entrevista. A primeira música que escutei deles foi “Unbreakable”, do álbum Unbreakable lançado em 2008 (o 6° álbum foi lançado em 2015, “Innova”). Sua formação atual consiste em Dawn Michele Wendy Drennen, Adam McMillion e Glenn Drennen.

E ai? Gostaram?

Nenhum comentário:

Postar um comentário