09 outubro 2015

Continuarão cutuando o machismo e o estupro nosso de todo dia?



Fico me perguntando se nunca sairemos de círculo vicioso que insiste em matar a sociedade. Ah, claro! Nada é machismo ou estupro, tudo é vitimismo. Se você machista diz não ser machista, lembre-se: se você considera que uma mulher deve ser medida pela aparência, se você acredita que mulher direita é “moça de família”, se você acha que mãe solteira não é família, se você afirma que lugar de mulher é em casa, se julga que há mulheres para todo tipo de “coisa e tal e tal e coisa”, etc... Você é machista.


Se você não “cutua” a cultura do estupro, lembre-se: se você diz que existem mulheres que pedem por isso, se você afirma que mulher não pode sair de casa desacompanhada ou com determinada roupa, se você alega que meninas de 14, 20, 30, 10 anos sempre provocam, se você enxerga que mulheres pedem demais por respeito e não se dão ao mesmo, se você abre a boca para dizer que é tudo vitimismo e que ela merecia etc... Você é a favor da cultura do estupro.

Mas, por que estou falando disso? Porque a sociedade não acorda e eu a vejo se matando e destruindo a cada dia. São várias as notícias e casos de estupro, e em culturas machistas a culpa é sempre da vítima. Será mesmo? Diga-me, você estava lá? Você a viu pedindo para ser estuprada? E se fosse você? E se fosse sua filha? E se fosse sua mãe? E se fosse sua vizinha? Você diria que ela provocou e pediu por isso ao sair com uma saia curta? Você diria que ela pediu por isso ao sair com um decote? E se ela estivesse usando uma burca? Ou um véu? Ela pediu para ser estuprada? É claro! “Culpa do fogo delas”, “Tudo é vitimismo”, “Não existe machismo”, “Existem feministas mal amadas”.

Nada deve ser estupro.

Nada deveria ser estupro.

Não deveria existir estupro.

Não existe estupro.


NÃO AO ESTUPRO!        


Nenhum comentário:

Postar um comentário